1º Festival do Camarão do Porto reúne gastronomia e samba

| 09/11/2021

A região portuária do Rio de Janeiro destaca o camarão como grande aliado à culinária africana no Mês da Consciência Negra. De 12 a 30 de novembro o Festival do Camarão do Porto  apresenta pratos tradicionais e saborosos de origem africana que inclui o crustáceo em 23 restaurantes participantes nos bairros Saúde, Gamboa e Morro da Providência - região conhecida como Pequena África. O evento é uma realização da Liga Porto das Delícias e Polo da Região Portuária com apoio do SindRio - Sindicato de Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro e será regado, é claro, a camarão, samba de primeira qualidade e atividades de valorização da cultura afro-brasileira.


O cardápio à base de camarão pode ser encontrado nos restaurantes participantes e o público escolhe e solicita um dos o pratos do Festival. Para Elza Ribeiro, organizadora do evento e Presidente do Polo da Região Portuária, a iniciativa é "uma grande oportunidade para o desenvolvimento e crescimento da Zona Portuária Carioca. Há um aumento do volume comercial e qualidade do que é oferecido na região através da gastronomia".
Sérgio Baltazar e Andrea Constantino, também da organização do Festival, e da Liga Porto das Delícias, ressaltam:
 — Queremos promover a imagem da zona portuária como um espaço de entretenimento cultural e gastronômico. O mercado está sob influência do pós-pandemia e o nosso evento pretende incentivar a retomada econômica, dinamizando as cadeias da cultura e gastronomia na região.
Raphael Vidal, Diretor de Gastronomia do Polo, fez uma ótima programação cultural para o período do Festival com shows na Sacada do Bafo da Prainha, tendo como ápice a Roda de Samba da Pedra do Sal no dia 20 de novembro no Largo da Prainha. O artista visual Fernando Mendonça expõe seu trabalho “Gamboa 2020” no Gratto Restaurante, a artesã Marisa Silva apresenta a Exposição Bordados Políticos, e o Pequeno Museu Carioca será inaugurado com exposição sobre Tia Lucia – moradora do bairro que educava as crianças com aulas de pintura.
Festival do Camarão do Porto 1ª Edição 
Tudo começou com o sofrimento de comerciantes provocado pela pandemia em março de 2020, cujo cenário é o Largo São Francisco da Prainha, no coração de Centro do Rio de Janeiro, conhecido por ser parte de locação em diversos filmes brasileiros e estrangeiros. O Larguinho ou Prainha, para os que frequentam o lugar, foi o grande divã dos donos dos restaurantes que a partir de vários encontros refletiram sobre toda a situação. Com isso, os empresários da Liga Gastronômica e do Polo da Região Portuária tiveram a ideia de realizar a primeira edição do Festival.
A Saúde, antes um bairro ainda mais abandonado que atualmente, ganhou muitos adeptos por ser um ambiente cultural espelhado nos seus velhos casarões, com ruas e becos encantadores. Inclusive, tendo conquistado a "25ª posição no ranking dos bairros mais legais do mundo, promovido pela revista Time Out".
— Hoje a região possui duas representativas fortes: a liga gastronômica e o polo da região portuária. A intenção com o Festival é fazer um movimento para discutir as questões do segmento de gastronomia na região, viabilizar negócios e amenizar os impactos vividos naquele momento – acrescenta Elza Ribeiro
A Culinária afro-brasileira que abraça o camarão
Cruzando as águas do Atlântico, a comida brasileira está marcadamente temperada com a comida africana: a vinda forçada dos negros no tempo da escravidão recheou nossa gastronomia de temperos, texturas, cores e aromas, que recontam nossa história e ancestralidade.
O camarão é um alimento que representa expressivamente a identidade gastronômica afro-brasileira, começando pela região portuária: desde o famoso "Nhoque à la Jura" (escolhido como melhor prato em 2012 no Festival Gastronômico Sabores do Porto) aos deliciosos pastéis de camarão e outras delícias. Algumas dicas foram criadas, especialmente, para o 1⁰ Festival do Camarão do Porto, que os restaurantes e bares da região portuária prometem entrar para o calendário anual das festividades do mês de novembro no Rio de Janeiro, quando é comemorado o Mês da Consciência Negra.

*Com informações do Pólo Gastronômico da Região Portuária

Tags: