Primeiro painel que homenageia Povos Originários da América Latina é instalado na Travessa do Liceu

Cultural | 06/04/2021

O primeiro painel da nova intervenção artística do ateliê Cosmonauta Mosaicos foi instalado na Travessa do Liceu, entre o Edifício à noite e o acesso ao Morro da Conceição, na última quinta-feira, 01. O novo projeto da dupla de mosaicistas Natalia Reyes e John Souza foi intitulado “Murais do Abya Yala” e planeja homenagear os povos originários da América Latina em uma série de 10 murais.
A nova peça conta um pouco da história dos Selk'nam: povo originário da região patagônica do sul da Argentina e do Chile. O casal evidencia a cultura e as tecnologias que foram desenvolvidas para a sobrevivência desse povo. “É uma história de resistência muito forte e recente” destaca John.
Os dez mosaicos vão retratar alguns dos povos de diferentes partes do nosso continente a partir do conceito do “Abya Yala“, termo utilizado por diversos povos originários do continente, para definir o território que conhecemos hoje como o Continente Americano. A dupla explica: “É um jeito de entender a América a partir do ponto de vista indígena, uma América plural e multicultural”.
O projeto nasceu a partir da intervenção artística relacionada a exposição “Dja Guata Porã - Rio de Janeiro indígena”, que aconteceu no Museu de Arte do Rio. Os artistas deram início a um trabalho colaborativo com seus alunos, que resultou na instalação da peca inspirada no mito indígena da "Cobra Grande". Segundo Natalia Reyes, foi a partir desse trabalho que surgiu a inspiração para o novo projeto. “Essa sementinha que o MAR plantou com a gente, nos inspirou a estender e criar esse projeto”, finaliza.
Com diferentes técnicas de mosaico moderno em cerâmica, os artitas contam que a ideia é ter no centro da peça uma união entre as culturas e experiencias retratadas, representando a integração desses povos da América.
Texto: Pedro Dias | Fotos: Bruno Bartholini