SuperMarket: 70 por cento dos funcionários são moradores

Social | 16/06/2020

A partir de 18 de junho, bairro ganha filial da rede SuperMarket no mesmo endereço do antigo Mundial
A abertura do novo supermercado no Porto Maravilha gerou 200 novos empregos e promete movimentar região do Santo Cristo a partir desta quinta-feira, 18 de junho. Mais de 70% dos funcionários contratados são moradores do entorno, incluindo o Morro da Providência.

Últimos ajustes antes de abrir as portas do novo mercado do Santo Cristo
Foram 11 meses de espera desde que a primeira máquina chegou à Rua Santo Cristo para início das obras do tão esperado empreendimento. Reivindicação antiga dos moradores da Região Portuária, a instalação de um mercado de grande porte que atendesse os bairros do Santo Cristo, Gamboa e Saúde é pedido de quem mora no Porto Maravilha após antiga rede fechar as portas no local. Antes com oito vagas para carros, o novo mercado ampliou bastante o espaço para clientes que chegam para fazer compras motorizados eterá estacionamento coberto no segundo andar para 42 veículos.
Para Rilden Albuquerque, gerente de Desenvolvimento Econômico e Social da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp), a contratação de moradores dos bairros do entorno é tendência nas novas empresas de serviços que chegam à região, parte da política de fomento à geração de emprego e renda da Prefeitura do Rio para o combate à gentrificação. “É um movimento que encorajamos todos os investidores que vêm para cá a seguirem. A RioStar, roda-gigante do Porto Maravilha, por exemplo, já havia optado por esse caminho após pedido da Cdurp, assim como as concessionárias Porto Novo e do VLT Carioca. Essa integração entre quem mora no território e os novos negócios que chegam ao Porto Maravilha é essencial ao sucesso da operação”, analisa e comemora.

Moradoras da região: Rita, Valesca e Luciana trabalham na área de laticínios
Mais nova funcionária da rede, Luciana Lima, moradora da Rua da América, faz parte da equipe do setor de laticínios. Ela trabalhava em Madureira, mais de 20 km de distância de casa, antes de ficar desempregada por dois anos. O endereço do emprego novo fica ao lado de casa. “Vai ser muito bom vir todo dia andando. Às vezes, a viagem, pegar trânsito todo dia, cansa mais que o trabalho”, avalia. Ao lado dela, as parceiras Valesca Martins e Rita Cássia contam que moram, respectivamente, no Morro da Providência e na Rua da América.
A algumas gôndolas de distância trabalhará o açougueiro Genielson Souza. Ele também virá a pé todos os dias. Morador da Rua Barão da Gamboa, estava desempregado e, antes disso, trabalhava em Botafogo. Agora empregado novamente, comemora a oportunidade e o tempo a mais que ganhará com a família. “Vou levar alguns minutos pra ir e vir. Ao chegar em casa mais cedo, sobra mais tempo para aproveitar com minha filha”, projeta.

Açougueiro Genielson Souza é morador da Rua Barão da Gamboa
Outro mercado inaugurado recentemente na região foi uma filial do MultiMarket que chegou à Rua Senador Pompeu no fim do mês passado. No local funcionava outra rede que fechou as portas em dois endereços no Porto Maravilha.

Texto e fotos: Bruno Bartholini

Tags: