Cadastro de moradores para trabalhar na Rio Star teve 879 inscritos

Social | 10/10/2019

Prioridade na contratação é para moradores dos bairros da Saúde, Gamboa e Santo Cristo
Comprovante de residência para morador do Porto Maravilha significa mais chances de conseguir um emprego. Esta semana a Rio Star cadastrou candidatos a vagas no mais novo equipamento cultural da região com prioridades para quem vive na área. Em ação de empregabilidade em parceria com a Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp), a empresa que administra a roda-gigante oferece 80 postos de trabalho. O primeiro dia, terça-feira 8 de outubro, registrou 537 currículos entregues. Somados aos 342 de quarta-feira, totalizam 879 pessoas que sonham fazer parte da equipe que fará funcionar a maior roda gigante da América Latina, na Orla Conde.
Candidatos preenchem ficha na Estação Gamboa do Teleférico da Providência
Os postos de trabalho com carteira assinada e salários de até R$ 1.600 são para atendente de cafeteria, atendente de lanchonete, atendente de loja, auxiliar administrativo, auxiliar de atendimento bilíngue, auxiliar de cozinha e caixa. Moradora do Morro da Providência, Miriam Ferreira, de 65 anos, trabalhou na equipe de limpeza da roda-gigante do Tivoli Parque, na Lagoa, 47 anos atrás. Esperançosa, ela tenta uma vaga agora no quintal de casa. “Assim que começou a construir, pedi a Deus uma vaguinha para mim aqui. Já são quase três anos sem emprego fixo”, lamenta.
Com 88 metros, a Rio Star inaugura como uma das 20 maiores rodas-gigantes do mundo com altura que representa um prédio padrão de 25 andares. A expectativa é atrair 1 milhão de visitantes por ano. As 54 cabines climatizadas, com capacidade para oito pessoas cada, podem transportar 432 pessoas a cada 15 minutos. A inauguração para convidados está prevista para novembro, com visitas especiais ao longo do mês. No começo de dezembro, o público em geral começa a curtir o novo ponto turístico da cidade.

Animado, candidato Valdiniz exibe currículo na fila de cadastramento para trabalhar na Rio Star
Nem a grande fila desanimou Valdiniz Dantas, que mostrava orgulhoso o currículo impresso aguardando uma chance de trabalhar na Rio Star. “A expectativa é muito grande. Se eu tiver esta oportunidade, pense num cara feliz. Sou eu!”, brinca.
O presidente da Cdurp, Tarquinio de Almeida, afirma que esta é uma prática recorrente das empresas que chegam ao Porto Maravilha, porque a política de empregar moradores é fomentada pela Prefeitura do Rio. “Nós ficamos muito felizes com esta grande procura que mostra o interesse do morador de participar da renovação que acontece ao seu redor aqui na Região Portuária. Convido as empresas que estão chegando à região a fazer o mesmo, olhar para quem está aqui e aproveitar esta mão de obra local, principalmente do Morro da Providência”, reforça. A expectativa é a de que até o fim do mês de outubro os candidatos estejam selecionados para iniciar o treinamento.

Texto e fotos: Bruno Bartholini

Tags: