Gamboa Ação: eles por eles

| 15/03/2019

  • Titulo da Imagem

    Fascinados pela câmera fotográfica profissional, os jovens fizeram fotos deles por eles mesmos

  • Titulo da Imagem

    Fascinados pela câmera fotográfica profissional, os jovens fizeram fotos deles por eles mesmos

  • Titulo da Imagem

    Fascinados pela câmera fotográfica profissional, os jovens fizeram fotos deles por eles mesmos

  • Titulo da Imagem

    Fascinados pela câmera fotográfica profissional, os jovens fizeram fotos deles por eles mesmos

  • Titulo da Imagem

    Fascinados pela câmera fotográfica profissional, os jovens fizeram fotos deles por eles mesmos

  • Titulo da Imagem

    Fascinados pela câmera fotográfica profissional, os jovens fizeram fotos deles por eles mesmos

  • Titulo da Imagem

    Fascinados pela câmera fotográfica profissional, os jovens fizeram fotos deles por eles mesmos

  • Titulo da Imagem

    Fascinados pela câmera fotográfica profissional, os jovens fizeram fotos deles por eles mesmos

Ao sair de um culto em uma Igreja Evangélica próxima à Praça da Harmonia, na Gamboa, Gabriela Caiuby encontrou duas meninas que pediam comida. Além de oferecer o alimento, ela entendeu que as crianças precisavam de mais. Desde então, Gabriela, 36 anos, formada em Economia pela Universidade Aix-Marseille III, na França, e mestre em Engenharia Ambiental na Coppe/UFRJ, volta quase diariamente ao bairro. O encontro, em 2014, levou à criação da Organização Não Governamental (ONG) Gamboa Ação, hoje instalada em um sobrado histórico alugado na Rua Sacadura Cabral 253.
Gabriela luta para captar dinheiro e voluntários para  os cuidados de aproximadamente 50 crianças e jovens de 4 a 15 anos no contraturno escolar. “Trabalhamos diariamente para tirar o jovem da rua, para mudar o rumo de cada história. Temos um menino que vem a pé sozinho, mas ele tem apenas 2 anos. Aqui, eles se sentem em casa. Aqui, ensinamos limites e acolhemos ao mesmo tempo. Nossa luta é para que eles tenham um futuro brilhante, cheio de amor, paz, justiça e alegria”, defende a presidente da Gamboa Ação.
Administrador de empresas e gestor esportivo, Álvaro Menezes, 37, também dedica grande parte de seu tempo à ONG como gerente geral. Ele explica que atuam nas áreas de arte, cultura, educação, esporte e lazer. “Oferecemos às sextas-feiras reforço escolar, aulas de canto, jiu jitsu e futebol. O nosso maior objetivo é proporcionar um crescimento saudável e integral para as crianças, oferecer a oportunidade de escolha e a descoberta  dos seus dons e talentos", descreve em uma tarde de sexta-feira de fevereiro em que as crianças atendidas receberam a visita de funcionários da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro, empresa da prefeitura responsável pelo Porto Maravilha.