Aos pés do Morro da Providência e vizinhos à Cidade do Samba, os Galpões da Gamboa já foram marcos da riqueza do Ciclo do Café. 

Após quatro décadas desativado, o espaço de 18 mil metros quadrados (os dois galpões e um pátio central) foi restaurado pelo programa Porto Maravilha Cultural.