Região concentra 380 empresas com mais de 50 anos

Social, Cultural | 01/08/2017

O Sebrae/RJ publicou novo estudo sobre Negócios Tradicionais na Região Portuária que aponta que a área concentra 380 das 6.174 empresas da cidade com 50 anos ou mais de existência nos mais diferentes segmentos e faixas de faturamento. A empresa mais antiga tem 89 anos e atua no ramo de construção. O segundo negócio mais duradouro completa 73 anos no mercado de iluminação.
Predomina o ramo de alimentos e bebidas, reunindo cerca de 34% das empresas. As demais se dividem de forma pulverizada em diferentes segmentos, com maior concentração em hospedagem (4%), associações de direitos sociais (3%) e comércio varejista de ferragens e ferramentas (2%).
São considerados negócios tradicionais empresas com marca ou reputação reconhecida por anos, empresas familiares passadas de geração em geração, comércios que conservam técnicas e processos de produção artesanais ou tradicionais, e que sejam símbolos ou parte da história da cidade do Rio de Janeiro. Mas os especialistas advertem que a conquista do mercado e a longevidade não garantem estabilidade. De acordo com o estudo, para se manter, precisam ser proativas e antecipar-se às alterações do segmento. “O apego a um produto ou serviço que ruma à obsolescência pode derrubar até empresas gigantes, como aconteceu com a Kodak, com o advento da fotografia digital, e a Nokia, que ficou para trás com o boom dos smartphone”, avaliam os técnicos.

Rigo Duarte, neto do Sr. Gomes, fundador do Angu do Gomes, adotou novo modelo de negócios: das carrocinhas para o restaurante bar
Marca de sucesso desde a década de 1950, o Angu do Gomes está presente no inconsciente coletivo do Rio de Janeiro com muitas histórias da boêmia carioca. Estabelecida em 1955, com a proposta de oferecer um autêntico angu em carrocinhas pela cidade, mostra que é possível se reciclar enquanto mantém a essência do negócio. O empresário Rigo Duarte, neto do Sr. Gomes, fundador da empresa, assumiu a marca da família em 2008. Trocou as famosas carrocinhas por um ponto fixo, abrindo um restaurante bar em uma antiga construção no Largo de São Francisco da Prainha, mesma região em que o negócio nasceu. Mas o angu continua como carro-chefe. A receita clássica com miúdos continua no cardápio a todo vapor, agora também em versões mais contemporâneas, com carne moída, frutos do mar e até vegetariana. Em cinco anos, a capacidade da casa cresceu de 40 para 140 pessoas. Os sócios Rigo Duarte e Marcello Klang anunciam que vão abrir a primeira filial em Botafogo.
Os sócios do Angu do Gomes seguem as dicas para fortalecer os negócios: consolidar a identidade e a tradição local, tirar proveito do patrimônio tombado ou preservado, renovar o que for necessário, garantir presença no mundo digital, ter a clareza dos papéis (especialmente em empresas familiares) e separar pessoas físicas de pessoas jurídicas. O estudo sustenta que aquelas que ainda convivem com modelos de gestão muito conservadores, ausência de tecnologia e identidade ultrapassadas encontram mais barreiras de transição para gerações mais jovens, conectadas digitalmente, com visão globalizada de mundo, alto nível de impaciência e baixa tolerância à frustração.
Apoio aos tradicionais e notáveis
O Projeto Negócios de Valor foi criado pelo Sebrae/RJ para dar apoio aos negócios tradicionais e notáveis que  fazem parte da referência histórico-cultural das cidades, preservando identidade e modo de viver de tempos antigos. A iniciativa pretende torná-los mais competitivos, lucrativos e sintonizados às novas demandas e oportunidades. Na Região Portuária, hoje em fase de transição de sua economia como resultado da revitalização, as empresas tradicionais contam com o projeto Sebrae no Porto para atendimento individualizado e sob medida fazer uma reavaliação de seus processos.
SERVIÇO
Clique aqui para conhecer as dicas do Sebrae/RJ para negócios tradicionais 
Fale com o Sebrae no Porto e agende atendimento: 0800 570 0800 ou entre em contato pelo e-mail sebraenoporto@sebraerj.com.br

Com informações do Portal do Sebrae/RJ