Festival Mulheres do Mundo chega ao Brasil

Social, Cultural | 30/10/2018


Programação gratuita entre 16 e 18 de novembro ocupará Museu do Amanhã, MAR e Praça Mauá
Mais de 150 atividades, entre debates, música, performances e exposições, tomarão conta do Museu do Amanhã, do Museu de Arte do Rio (MAR) e da Praça Mauá entre os dias 16 de 18 de novembro. O Festival Mulheres do Mundo (WOW) já passou por mais de 20 países e, neste ano, chegará a 53, incluindo pela primeira vez o Brasil, no Rio de Janeiro. O festival é um espaço para que as mulheres celebrem suas histórias de lutas e conquistas para trocar experiências e conhecer novas perspectivas. A ideia é que mulheres de origens e trajetórias diferentes estabeleçam laços e reflitam sobre os lados de uma só questão.
Idealizado pela britânica Jude Kelly, referência feminina no mundo das artes e ex-presidente de um dos maiores centros culturais da Europa, o Southbank Centre, em Londres, o festival aconteceu pela primeira vez em 2010 na capital inglesa, no centenário do Dia Internacional da Mulher. A edição do Rio de Janeiro será a primeira na América Latina e vai reunir mulheres de toda a cidade, além de convidadas nacionais e internacionais. No Brasil, o Festival Mulheres do Mundo é produzido pela Redes da Maré, responsável pela curadoria do evento, em parceria com o Southbank Centre e o British Council.
Jude Kelly explica que hoje as mulheres não têm fácil acesso às plataformas para expor suas questões. “O movimento WOW começou há oito anos e está em muitas partes do mundo. Mas não poderia falar para todas se não estivesse na América Latina. O festival é feito das vozes, ideias e experiências das mulheres de cada País, neste caso o Brasil. É um momento de muito amor, de muita inclusão, mas é um momento de muita coragem também. Coragem porque as mulheres precisam ter capacidade de falar sobre os problemas delas”, reflete.
O festival é dividido em quatro tipos de atividades, chamadas de dimensões: “Mulheres em diálogos”, com rodas de conversas e trocas de experiências; “Mulheres das Artes e Culturas”, de apresentações culturais e artísticas em shows, performances, teatro, oficinas e artes plásticas; “Mulheres empreendedoras”, espaço dedicado a inovações no campo da gastronomia, tecnologia, meio ambiente, moda, beleza e saúde; e “Mulheres Ativistas”, de proposição de campanhas e atividades da sociedade civil. A estimativa é receber 30 mil pessoas nos três dias de evento. São mais 200 participantes internacionais e nacionais, além de três grandes shows de música por dia.
Serviço
De sexta-feira a domingo, 16 a 18 de novembro
Locais: Museu de Arte do Rio, Museu do Amanhã, Armazém 1 e Praça Mauá
Programação e inscrições antecipadas: www.festivalmulheresdomundo.com.br
Livreto com a programação completa
Com texto da assessoria de imprensa Festival Mulheres do Mundo e entrevista com Jude Kelly por Redes da Maré.