Comlurb remove 257 toneladas de lixo nas comunidades da Região Portuária em três dias

Social | 30/06/2018

  • Titulo da Imagem

    Trabalhadores da Comlurb se reuniram na Praça Mauá

  • Titulo da Imagem

    Equipe partiu da Praça Mauá no sábado de manhã

  • Titulo da Imagem

    Comlurb removeu 257 toneladas de resíduos

  • Titulo da Imagem

    414 garis e 67 trabalhadores de apoio se revezaram nos Morros da Providência, do Pinto e da Conceição, além de parte da Central do Brasil e Praça Mauá

A Comlurb removeu 257 toneladas de resíduos, durante três dias, na Zona Portuária, sendo 111 apenas no sábado, 30 de junho, com o mutirão de limpeza Comlurb Mais, operação especial que mobiliza efetivo, equipamentos e veículos para solucionar diversas demandas de uma única vez.
No sábado, 414 garis e 67 trabalhadores de apoio se revezaram nos Morros da Providência, do Pinto e da Conceição, além de parte da Central do Brasil e Praça Mauá. Os serviços foram executados em 149 ruas, com 2.670 metros quadrados de capina, 74.060 metros quadrados de roçada, limpeza em 554 ralos, raspagem de pôsteres e propaganda irregulares em 355 postes, além da remoção de resíduos.
Presente ao mutirão, o presidente da Comlurb, Tarquínio Almeida, enalteceu o grupo da Companhia que participou das ações. "Agradeço a todos os envolvidos nas operações, brilhantemente planejada por nossa Diretoria de Limpeza Urbana e executada por nossas Superintendências. Elas mostram a força que temos quando estamos unidos por um único propósito: realizar nossa missão da melhor forma possível. Os moradores da Zona Portuária estão imensamente agradecidos à Comlurb e à prefeitura por esse belo trabalho. Agora, nossas gerências farão diariamente a manutenção daquela importante região da cidade até que se resolva essa questão da concessionária", afirmou Tarquinio Almeida.
Quando o Fundo de Investimento Imobiliário Porto Maravilha deixou de repassar os recursos para o pagamento da Concessionária Porto Novo, a Comlurb iniciou, de forma extraordinária, a limpeza na área portuária. Em apenas 10 horas, e com 233 garis se revezando em três turnos de trabalho, a Companhia concluiu o trabalho, com a remoção de 72,76 toneladas de resíduos acumulados durante três dias, após a paralisação dos serviços da concessionária.
Com texto de Assessoria de Imprensa Comlurb