Prefeitura anuncia retomada da PPP do Porto Maravilha

| 16/11/2017

A Prefeitura do Rio negociou a volta das atividades da Concessionária Porto Novo na Operação Urbana Porto Maravilha com a Caixa Econômica Federal. Operação financeira entre a Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp) e a Caixa, gestora do Fundo de Investimento Imobiliário Porto Maravilha (FIIPM), responsável pelos pagamentos à concessionária, garantiu a retomada dos serviços nos 5 milhões de metros quadrados da área legal da revitalização.
Funcionário da concessionária irriga jardim da Praça Mauá nesta quarta-feira
Desde 5 de julho, a Cdurp coordena a ação de órgãos municipais que assumiram temporariamente a operação até este acordo. A partir desta quarta-feira, 15 de novembro, a concessionária voltou a executar obras e a operar os seguintes serviços públicos sob administração da Cdurp: operação de tráfego, manutenção de vias e calçadas, varrição e coleta de lixo e reparos na iluminação pública. Já é possível identificar os funcionários uniformizados dessas áreas na execução das tarefas, Painéis de Mensagens Variáveis indicando ifnormações de trânsito.
Moradora do Morro da Conceição desde antes do início da operação, Nely Félix deu, mais uma vez, as boas vindas à Porto Novo. “Passamos um período de abandono antes de todas estas obras e com a chegada do Porto Maravilha sentimos uma valorização da nossa área, do que sempre foi belo. E a Porto Novo foi contratada para isso, para ter um cuidado maior com essa região”, resumiu.
O diretor-presidente da Cdurp, Antonio Carlos Barbosa, comemorou a volta dos serviços prestados pela concessionária, que abre espaço para novos projetos. “Nós queremos parar de focar problemas que herdamos para trabalhar na ocupação do Santo Cristo e trazer âncoras que levem para o outro lado do Porto Maravilha a revitalização na Orla Conde”, projeta. Barbosa adianta que a prefeitura participa de grupo de trabalho criado pelo Ministério dos Transportes que prevê a municipalização do Cais da Gamboa. “O Cais da Gamboa é o trecho de operação portuária entre a rodoviária e a Praça Mauá. Nós estamos aprofundando estudos para permitir a ampliação da Orla Conde até a rodoviária e garantir que a dinâmica da revitalização se estenda para aquela área, atraindo investimentos com a nova ocupação. Se hoje temos um boulevard de 3,5 Km, criaremos o maior boulevard do mundo, com 6 Km, que receberá o nome de Parque do Trabalhador”, afirma.
Segundo o diretor-presidente, a reprogramação do cronograma de obras - interrompidas em junho de 2016 para serem retomadas em junho de 2018 – será submetida a grande consulta pública, com a participação da população, reunindo representantes de moradores e comerciantes no debate.
O atendimento ao cidadão da Concessionária Porto Novo voltou a operar, e as solicitações de reparos e manutenção em espaços públicos devem ser feitos pelo telefone 0800 880 7678.
- Entenda a Operação Urbana do Porto Maravilha aqui.
Texto: Bruno Bartholini