Prefeitura abre último trecho da Orla Conde

Obras, Cultural | 05/08/2016

  • Titulo da Imagem

    Último trecho da Orla Conde aberto ao público / Foto: Bruno Bartholini

  • Titulo da Imagem

    Último trecho da Orla Conde aberto ao público / Foto: Bruno Bartholini

  • Titulo da Imagem

    Último trecho da Orla Conde aberto ao público / Foto: Bruno Bartholini

  • Titulo da Imagem

    Último trecho da Orla Conde aberto ao público / Foto: Bruno Bartholini

A Prefeitura do Rio abriu hoje, 5 de agosto, o último trecho da Orla da Guanabara Prefeito Luiz Paulo Conde. O Largo da Candelária, área escolhida para instalação da Pira Olímpica pela primeira vez fora do estádio, fica entre a Praça XV e a Praça Barão de Ladário. Tem 42.463 metros quadrados (m2), 480 metros de extensão e 6.400 m² de área plantada em 50 novos jardins. A partir de hoje, é possível cruzar toda a região entre o Parque do Flamengo e o Armazém 8 do Cais do Porto a pé ou de bicicleta. O evento de abertura do Boulevard Olímpico e do último trecho da Orla Conde teve participação da banda da Guarda Municipal e dos Fuzileiros Navais. O público chegou aos poucos, acompanhou a apresentação dos fuzileiros na Praça Mauá e seguiu com o prefeito Eduardo Paes e secretários até a área do novo Largo da Candelária.

O casal Walter Seype e Eliana Ecard veio de Bento Riberio pela primeira vez para conhecer a nova Orla Conde. Os dois aproveitaram a manhã para visitar o Boulevard Olímpico. “Está tudo muito lindo. Viemos de trem e desembarcamos na Central do Brasil. Daqui queremos andar até o mural de grafite do Kobra. Vai ser uma grande festa”, aposta Walter.

Com 3,5 km de extensão e 287 mil m² de área, a Orla Conde é endereço oficial do Boulevard Olímpico do Porto Maravilha, espaço aberto ao público para transmissão dos jogos com maratona de shows, intervenções artísticas, atividades culturais e esportivas durante os Jogos Olímpicos (5 a 21 de agosto) e Paralímpicos (7 a 18 de setembro). Arborizada, privilegia circulação de pedestres e ciclistas nos deques, calçadão, ciclovia, praças e espaços de convivência. José Manoel Parente da Rocha veio de bicicleta desde a Tijuca via Radial Oeste, Praça da Bandeira, Francisco Bicalho e a nova Rodrigues Alves. Aproveitou o feriado e o entorno do Maracanã e precisou dividir espaço com os carros. “O bom é deixar o carro em casa para não tumultuar mais o trânsito. Há uns meses fui à Praça Mauá e almocei no terraço do Museu de Arte do Rio, com uma vista incrível. Agora o Boulevard Olímpico será um ponto alto do período”, prevê José.

José Manoel veio de bicicleta da Tijuca para conhecer o novo trecho aberto em frente à Candelária
Prédios históricos e equipamentos culturais  antes ofuscados pelo Elevado da Perimetral ganham destaque e ficam novamente de frente para a Baía de Guanabara, como a Igreja da Candelária, a Casa França Brasil e o Centro Cultural dos Correios. A abertura de grande esplanada e novas praças (Largo da Candelária, a Praça dos Centros Culturais, a Praça do Povo e a Praça da Bolsa de Valores) muda o perfil daquela área do Centro cortada por vias de grande movimentação de veículos antes das obras de revitalização do Porto Maravilha.
Ao longo do novo passeio público, há  27 centros culturais: Museu de Arte do Rio (MAR), Museu do Amanhã, Biblioteca Nacional, Armazém da Utopia, Centro Cultural dos Correios, Centro Cultural Banco do Brasil, Casa França Brasil são alguns dos equipamentos culturais da Orla Conde, além do AquaRio, em vias de inauguração. Nas proximidades, cariocas e visitantes também podem conhecer o Cais do Valongo, Pedra do Sal, Fortaleza da Conceição, Cemitério dos Ingleses e Instituto de Pesquisa e Memória Pretos Novos dentre outros. Alessandra Machado, Andrea Araújo, Eliane Falcão e Crilton Falcão vieram em família para conhecer o novo trecho inaugurado do Largo da Candelária. Vão passar o dia no Centro e voltam à Madureira para assistir à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos. “Está aprovadíssimo. Lindo. A gente já vem sempre à Praça Mauá, mas agora poderemos andar mais, aproveitar mais. Daqui a gente vai direto para o Parque Madureira ver pertinho de casa”, contou Alessandra.

Família veio de Madureira para participar do primeiro dia de festa do Boulevard Olímpico
Trechos da Orla Conde abertos em etapas
Setembro/15: Praça Mauá - 25 mil m²
Janeiro/16: Praça dos Expedicionários - 116 mil m²
Maio/16: 1º Distrito Naval - 23,6 mil m²
Junho/16: Rodrigues Alves (armazéns 1 a 6) - 57 mil  m²
Julho/16: Rodrigues Alves (armazéns 6 a 8) - 21,8 mil m²
Julho/16: Largo da Candelária - 42,4 mil m² 

Confira programação do Boulevard Olímpico