A Prefeitura do Rio iniciou nesta quinta-feira, dia 13, as obras do Túnel do Binário, o segundo dos três túneis que preparam a região portuária para demolição de um trecho do Elevado da Perimetral (entre a Candelária e a Rodoviária). A intervenção dá continuidade à construção da Avenida do Binário (sobre a antiga Via Trilhos), via paralela à Avenida Rodrigues Alves que ligará a Avenida Francisco Bicalho à Rua 1º de Março e será responsável pela distribuição do tráfego a partir de 2013. No dia 21 de setembro, foram iniciadas as obras do Túnel da Saúde, no Morro da Saúde. Em novembro, terá início a abertura de um terceiro túnel (Túnel da Via Expressa), que será a nova Avenida Rodrigues Alves, responsável por absorver o movimento da Perimetral.

O presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (CDURP), Jorge Arraes, destacou as intervenções do "Binário do Porto" como uma das mais importantes do processo de revitalização da Região Portuária:

- Trata-se de um dia estratégico para o novo sistema viário da cidade. O início do Túnel do Binário marca, de fato, o início da obra estrutural mais importante para este sistema, tanto em termos de prazo e de execução das obras. Teremos uma nova avenida com três pistas de rolamento em cada sentido, que fará todo o trânsito local da região sem nenhuma interferência ao trânsito da Via Expressa, que hoje é a Avenida Rodrigues Alves - disse Arraes, que deu mais detalhes sobre a nova via.

- A nova Rodrigues Alves fará a entrada e a saída da cidade, e a Avenida do Binário será responsável pelo trânsito local. Estamos falando de 50% a mais de pistas em relação ao que temos hoje, o que reduzirá o tempo que os motoristas levam para atravessar a região -, enfatizou Arraes, acrescentando que as obras serão executadas pela Concessionária Porto Novo, com recursos da venda dos Certificados de Potencial Adicional de Construção (Cepacs), sem ônus para a Prefeitura do Rio.

Com 1.100 metros de extensão e 24 metros de profundidade, o Túnel do Binário começará na Rua 1º de Marco, em rampa após a esquina com a Rua Visconde de Inhaúma. Ele passará sob a Rua Dom Gerardo, debaixo do Morro do São Bento, da Praça Mauá, e seguirá entre o Museu de Arte do Rio e o prédio da Polícia Federal. O túnel continuará no trecho da antiga Via Trilhos e voltará à superfície na altura da Avenida Barão de Tefé.

Também presente ao evento, o secretário municipal de Urbanismo, Sérgio Dias, destacou a "ousadia" do prefeito Eduardo Paes em buscar a reformulação do sistema viário local:

- Há pelo menos 30 anos não se via uma solução tão ousada e efetiva como essa. Eu diria que sem essa decisão estratégica este projeto não seria possível. Trata-se de uma decisão fundamental para todos os cariocas - afirmou Sérgio Dias.

Aproveitando-se das antigas rotas dos trens que cruzavam a região dos armazéns, o Binário do Porto vai conectar as ruas Equador e General Luís Mendes de Morais e também as avenidas Venezuela e Barão de Tefé. Além disso, somando-se a demolição de parte do Elevado da Perimetral e as alterações previstas na Avenida Rodrigues Alves, quem sair do Centro com destino à Avenida Brasil, Região Serrana, Niterói ou Região dos Lagos terá um caminho direto, sem interrupções, ao optar pela futura Via Expressa.

Autor: Flávia David / Fotos: J.P. Engelbrecht / Portal da Prefeitura do Rio de Janeiro.

FOTOS: J. P. ENGELBRECHT.

Última atualização: 13/10/2011